Chance Glasco – Call of Duty: Ghosts

Essa matéria foi originalmente publicada na PlayTV em 06/11/13

http://www.playtv.com.br/games/artigo/entrevista/conversamos-com-o-produtor-de-call-of-dutyghosts

Chance Glasco é um dos 22 profissionais que estavam na Infinity Ward desde sua fundação, no longínquo ano de 2002. Ele trabalhou em todos os jogos desenvolvidos pela empresa, desde o primeiro Call of Duty até o mais recente Call of Duty: Ghosts que foi lançado oficialmente nessa terça (05).

Durante a Brasil Game Show tive a oportunidade de conversar com o produtor e o questionei sobre as mudanças que a Infinity Ward sofreu desde sua origem, perguntei a ele sobre as críticas que a franquia Call of Duty recebe, e o que esperar de Ghosts.

Perguntei a Glasco sobre as críticas que a franquia Call of Duty recebe por ter um novo jogo a cada ano. Ele respondeu Você sempre tem aquela minoria sonora mas no final das contas se você olhar em cada lançamento [da franquia] mais e mais gente compra o jogo. Não acho que as pessoas estejam cansadas, elas continuam a consumir, as pessoas amam Call of Duty.

O produtor explicou sobre a história de Ghosts.O jogo começa com uma destruição em massa, especialmente no Estados Unidos que é devastado. Você acaba se juntando a um grupo de soldados de elite, chamado de Ghosts (Fantasmas), e essa acaba sendo a última esperança para derrotar essa força [terrorista] e expulsá-los dos Estados Unidos.

ghosts-2

Nesse jogo nós criamos um novo mundo, em um futuro próximo. Agora você é o oprimido e os locais, como o espaço, são bem diferentes.” Ainda sobre a mudança que Ghosts traz a franquia, Chance revelou. É a maior atualização que tivemos desde o primeiro Modern Warfare. Sobre a duração da campanha, o desenvolvedor disse que Ghosts possui quase a mesma duração da campanha de Modern Warfare 3, com cerca de sete a oito horas.

Quando questionado sobre a maior mudança da empresa, desde sua fundação até hoje, o animador disse. A maior mudança desde os primeiros 22 é que agora definitivamente somos internacionais. Quando começamos tínhamos um cara da Austrália, um do Canadá, mas a maioria era americana. Glasco continua e explicou sobre a necessidade da Infinity Ward recrutar as melhores pessoas. Quando você está fazendo um título AAA, você precisa dos melhores profissionais e para isso você precisa dos melhores talentos do mundo e não pode se limitar a contratar apenas os profissionais do seu país.

O produtor compartilha um pouco sobre a principal parte de seu trabalho, a animação das armas de Ghosts. As armas são o personagem principal do jogo já que elas são tudo o que você enxerga, certo? (ele riu e continuou a falar) É uma parte bem específica da animação mas é bem recompensador pois você a vê o tempo todo.

Perguntei a Glasco sobre as mudanças que as versões de Xbox One e PlayStation 4 apresentarão em comparação com as edições de Xbox 360 e PS3. Ele explicou. Nós fizemos o mesmo jogo mas ele parecerá mais bonito nos consoles da próxima geração. Nossa engine de áudio foi renovada, o sistema de partículas foi reformulado.

ghosts-3

Perguntei a Glasco sobre a presença de um cachorro nesse Call of Duty, sobre qual foi o motivo de colocar o animal no jogo e a repercussão pela internet que essa decisão resultou, inclusive com a criação da conta de twitter do Call of Duty Dog. Ele respondeu, me questionando. Depois dos humanos, com quem você é mais ligado? Cachorros. Talvez você disesse gatos, eu também gosto deles, mas você não pode colocar uma armadura neles. Eu respondi brincando que você talvez até conseguisse vestir eles com uma armadura mas eles fugiriam. Glasco comenta sobre o processo de capturar os movimentos dos cachorros. Trabalhar com cachorros tem sido um novo e excitante desafio para os animadores.

Minha última pergunta foi sobre os diferentes modo de multiplayer que Call of Duty oferece desde o primeiro Black Ops (desenvolvido pela Treyarch e não pela Infinity Ward) onde os jogadores deverão lutar contra zumbis. O produtor explicou que como já é tradição da franquia, Ghosts também traz esse modo de combate, onde até quatro jogadores enfrentarão alienígenas no modo de jogo intitulado de Extinction (Extinção), que você pode conferir o trailer abaixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s