South Park: The Stick of Truth

Análise originalmente publicada na PlayTV em 04/03/14

http://www.playtv.com.br/games/analise/south-parkthe-stick-of-truth


 

NOTA: 9,5/10

(+) Os textos e os diálogos são excepcionalmente engraçado

(+) A história é interessante e sem noção

(+) Combate é divertido e não enjoa

(+) Forma como as magias e os ataques especiais foram adaptados para o universo do desenho

(−) Slow-downs, alguns bugs e grande quantidade de telas de loading


 

South Park: The Stick of Truth foi um dos jogos que sofreu com a falência da THQ, em dezembro de 2012. Felizmente, a Ubisoft arcou com as despesas necessárias para adquirir o direito de publicação desse que é, sem sombras de dúvidas, um dos RPGs do ano. Após ser adiado três vezes, o jogo finalmente é lançado nessa terça (04). Extremamente divertido, com um combate interessante e diversas missões extras e colecionáveis escondidos pela nevada cidade do Colorado, esse título é uma pedida certa para os amantes do gênero e dessa animação que está no ar há mais de 17 anos.

A origem do Bastão da Verdade 

A história de The Stick of Truth tem origem em três episódios da 17ª temporada da série, Black Friday, A Song of Ass and Fire e Titties and Dragons, respectivamente os episódios sete, oito e nove quando a pacata cidade se torna o cenário de um guerra sem precedentes inspirada na série Guerra dos Tronos. O shopping center de South Park fará uma promoção especial na Black Friday, e irá oferecer desconto de 80% em qualquer produto para as 30 primeiras pessoas que entrarem no local. Esse desconto atrai a atenção de Stan, Cartman, Kenny, Kyle e seus amigos que decidem aproveitar essa oportunidade para adquirirem os consoles da nova geração: PlayStation 4 e Xbox One. Os criadores deixaram a Nintendo de fora e não incluíram o Wii U nesse duelo.

Obviamente que, nem tudo é tão simples quanto parece, e os garotos se vêem em uma peleja que conta com participações especiais de Bill Gates e Kaz Hirai para decidirem qual plataforma será vitoriosa. Ao final dos três episódios, os garotos percebem que se divertiram tanto com esse brincadeira de interpretação, que decidem continuar a brincadeira de “mentirinha”, onde um simples graveto detém o poder de controlar o universo. Essa é a história que antecede o início do jogo.

Um companheiro para chamar de seu

Como é de esperar, o jogo se passa na famosa cidade que dá o nome à animação, mas os garotos não são simples crianças. Para entrar na brincadeira do RPG de faz de conta, cada um dos meninos está fantasiado de um personagem com habilidades especiais. Por exemplo, Stan é um guerreiro, Butters é um paladino, Craig é um ladino, Cartman é o todo poderoso Rei Mago, Kenny é a princesa mais bela da região, e por aí vai.

Durante sua jornada, você poderá ter um desses personagens combatendo ao seu lado, sendo que ele seguirá suas ordens ao invés de ter uma inteligência artificial definindo seu comportamento. Cada um dos garotos possui habilidades únicas de combate, como por exemplo Butters recupera seus Pontos de Vida com sua “positividade” de Paladino, a princesa Kenny invoca ratos e senão for devorada por eles antes ordena que os roedores ataquem seus inimigos.

Além desses comandos em batalha, seus companheiros também prestam auxílio fora dos embates, Butters cura personagens machucados, Kenny usa sua “feminilidade” para seduzir inimigos, só para citar algumas formas do suporte prestado por seu colega. Quando se estiver passeando pelos locais do jogo, é necessário prestar atenção pois é possível evitar combates ao usar alguns dos objetos do cenário. E mesmo que você derrote seus inimigos com a inteligência, irá ganhar experiência da mesma forma.

Explore todo o mistério que envolve South Park

O protagonista nesse jogo é um garoto que mudou recentemente para a cidade nevada. E no universo desse game, há uma profecia em que um novato será o único capaz de trazer paz para a humanidade ao botar fim em uma guerra infindável entre humanos e (crianças usando orelhas de) elfos. Ao começar o game, você poderá escolher sua classe – Guerreiro, Mago, Ladino ou Judeu – e definir sua aparência, escolhendo tom de pele, cores de cabelo, etc. Mas não se preocupe, o jogo oferece diversas outras opções para alterar a forma do seu avatar, com óculos, perucas, maquiagens. Além disso, caso não goste de seu visual, é possível até juntar dinheiro para fazer uma cirurgia plástica e modificar seu rosto para se tornar idêntico à face do ator David Hasselhoff. Eu recomendo altamente que você faça isso, mesmo que essa alteração seja apenas – e literalmente – cosmética.

A interface de navegação do menu prinicpal pode parecer um pouco confusa no início, mas isso é devido à grande quantidade de informações que lhe é apresentada. Com o tempo, você se acostuma e passa a navegar rapidamente por entre os menus e sub-menus. A seleção de aventuras é dividida de uma forma simples, onde as tarefas da aventura principal estão marcadas com o item do Graveto e todas as outras são indicadas com outro ícone. E não tenha receio de explorar a cidade em busca de novas aventuras. Apenas tome cuidado ao atravessar a floresta em volta da cidade, pois seus caminhos são traiçoeiros e proíbem que qualquer pessoa tente escapar. Uma solução muito perspicaz que bloqueia o caminho do jogador, substituindo as paredes invisíveis presentes em outros títulos.

South Park e seus arredores escondem lendas ocultas, como algumas criaturas místicas que você poderá caçar ao falar com Jimbo, o tio de Stan que cuida da loja de armas. Além desses monstros, existem rumores que o Homem-Urso-Porco também está se escondendo pela vizinhança, ou pelo menos é isso que o político Al Gore me disse quando eu o encontrei. Entre outras aparições mais do que especiais estão Jesus, Mr. Hankey entre outros personagens icônicos dentro do universo da série animada. Alguns deles são invocações especiais (o similar aos Summons de Final Fantasy), e são liberados após você completar suas missões.

Um RPG que faz jus ao gênero

Assim como em Mario & Lugi: Dream Team, as batalhas em South Park: The Stick of Truth são dinâmicas e para dar dano nos seus adversários é necessário apertar uma combinação de botões no tempo correto. Você pode combinar ataque fraco com forte e após um tempo, usar também flatulências, a versão do jogo para as magias. Além de combinar seus peidos nos ataques corpo a corpo, é possível também utilizar suas ataques gasosos diretamente nos seus inimigos. E conforme o passar da aventura, você irá aprender novas magias, como o Urro do Dragão (em uma clara referência à Skyrim), o Ataque Silencioso, entre outras artes mortais.

Essas magias gastam sua Mana e para recuperar esse e os outros status como vida e poder de habilidades, poderá usar salgadinhos, água mineral entre outros itens. Por falar nisso, a quantidade de objetos que você encontra pelo cenário é surpreendente. E como todo RPG que se preze, existe uma grande quantidade de segredos espalhados pelo cenário.

Outro aspecto bem interessante é a rede social presente no jogo. Quando seu avatar subir de nível, você terá um ponto de habilidade para usar e melhorar suas habilidades. Cada uma das classes segue uma linha de melhoria, o Judeu melhorando seus ataques de circuncisão, dreidel, ou a funda de Davi por exemplo.

Além disso, conforme você encontrar personagens por South Park, irá adicioná-los como amigos. Ao ficar mais popular, será possível liberar novas habilidades para melhorar seu personagem. E toda melhoria será necessária se quiser derrotar os mais poderosos inimigos presentes no game.

South Park: The Stick of Truth consegue ultrapassar o feito de agradar somente aos apreciadores dessa animação politicamente incorreta e sem noção. É um ótimo RPG, extremamente competente, muito divertido, com o texto adaptado com maestria para nossa língua nativa e que oferece boas horas de entretenimento. Sem sombras de dúvida, é um dos melhores jogos do ano e a espera valeu a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s