The Offspring em São Paulo

Matéria originalmente publicada na PlayTV em 17/09/13

http://www.playtv.com.br/musica/artigo/show/the-offspring-em-sao-paulo-no-credicard-hall


No domingo (15) The Offspring se apresentou no Credicard Hall – com abertura da banda brasileira Rancore – no sexto show de sua turnê mundial para promover o álbum Days Go By. Um dia antes, a banda californiana tocou no segundo dia do festival Rock in Rio, no palco Sunset. Ao final dessa apresentação, o grupo recebeu ao palco Marky Ramone que tocou duas músicas (California Sun e R.A.M.O.N.E.S.).

O Punk não morreu e vai muito bem, obrigado

Ao contrário da opinião de muitas pessoas, o Punk não morreu. E Noodles, guitarrista da banda, que estava vestindo uma camiseta com A de Anarquia durante o show provou que mesmo com cinquenta anos é possível tocar (muito bem) punk rock. Não só tocar, como brindar uma cerveja com toda a plateia, algo que ele faz em quase todos os shows da banda.

Pelo show que aconteceu em São Paulo, um dia depois da apresentação no Rock in Rio foi possível ver que mesmo com quase três décadas de carreira o grupo está em plena forma. A performance na capital paulista não deixou em nada a desejar à apresentação do Rio de Janeiro, exceto pela presença de Marky Ramone, substituindo o baterista Pete Parada em duas músicas do bis.

Mas mesmo que o Ramone não estivesse no palco com o Offspring no domingo, uma das músicas que a banda tocou foi a California Sun, um cover que a banda de Marky também interpretou.

Punk rock moleque, de pé descalço

Ao longo de quase oitenta minutos, o Offspring tocou vinte músicas, quantidade que tem tocado em média nas apresentações dessa turnê mundial. Durante boa parte do show o que não faltou foram rodas punks. E como seis das vinte músicas tocadas do show foram do álbum Americana, um dos discos de maior sucesso (e meu preferido), os fãs não pararam um segundo, principalmente quando a banda tocou Have You Ever? seguindo por Staring At The Sun.

Música para toda a família

The Offspring completará 30 anos de sua formação no ano que vem e por conta disso, sua base de fãs é bem heterogênea. A maioria dos presentes no concerto eram homens em seus vinte e poucos (ou muitos no meu caso) mas havia bastante mulheres da mesma faixa etária e até crianças e algumas pessoas mais velhas.

E como faziam cinco anos desde a última passada da banda aqui pelo Brasil os fãs lotaram o Credicard Hall e não fizeram feio. Durante algumas músicas como The Kids Aren’t Alright e Self Esteem (a última tocada no show) foi quase impossível ouvir o vocalista Dexter Holland, tamanha era a força do público cantando junto.

Setlist

All I Want

Bad Habit

Come Out And Play

California Sun (Ramones cover)

Days Go By Days Go By

Original Prankster

Mota

Have You Ever

Staring At The Sun

What Happened To You?

Kristy, Are You Doing Okay?

Want You Bad

Hit That

Why Don’t You Get A Job?

Americana

You’re Gonna Go Far, Kid

Pretty Fly (For A White Guy)

The Kids Aren’t Alright

Bis – Head Around You

Bis – Self Esteem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s